Assessoria de Comunicação

Tudo o que acontece no município está aqui.

A Defesa Civil de Eng. Paulo de Frontin, representou o município em evento em Mesquita.

Representantes da Defesa Civil de municípios como Queimados, Eng. Paulo de Frontin, Guapimirim, Nova Iguaçu, Nilópolis, Paracambi, São João de Meriti e Duque de Caxias se reuniram, nesta terça-feira em Mesquita para o primeiro encontro do ano, dos agentes da Baixada Fluminense. Organizada pela Secretaria Municipal de Obras, Serviços Públicos, Defesa Civil e Transportes e Trânsito, a reunião teve como foco além de integrar os órgãos das cidades que integram a região debater e apresentar soluções práticas para lidar com as situações de risco que acontecem nesse período de fortes chuvas de início de ano.

“Nós trouxemos um profissional para falar sobre as mudanças climáticas que afetam os municípios pois em um período como este, ficamos sempre em alerta e atentos aos pontos críticos da cidade. Então esta palestra vai trazer informação para sabermos como nos prepararmos para os momentos difíceis de chuvas; e por isso contamos com a presença de municípios vizinhos para que juntos possamos trabalhar em parceria”, comentou Rholmer Júnior, Secretário de Obras, Serviços Públicos e Defesa Civil, de Mesquita.

Palestras ministradas por técnicos da Defesa Civil do Estado do Rio de Janeiro e do INEA (Instituto Estadual do Ambiente) marcaram o encontro, que aconteceu no Auditório Zelito Viana, que fica dentro da sede da Prefeitura de Mesquita. O pontapé foi dado pela apresentação do major Samir Fernandes, coordenador regional de Defesa Civil para a Baixada Fluminense que mostrou um estudo chamado de Concepção do arranjo institucional e operacional para a gestão de risco de desastres no Estado do Rio de Janeiro.

Este estudo aborda temas como a capacitação de técnicos municipais para utilizar mapas de risco, promoção de uma melhor articulação entre as bases de dados de órgãos federais e estaduais, sistematização da base de dados e criação de maior acessibilidade e transparência destas informações e reforço das ações de preparação para resposta e capacitação para a gestão de riscos, aprimoramento das cartas de risco e dos sistemas de monitoramento e alerta; com apoio da SEDEC (Secretaria de Estado da Defesa Civil), INEA (Instituto Estadual do Ambiente) e DRM (Departamento de Recursos Minerais).

“Essa reunião serve para que, com essa troca de experiência entre os municípios, nós possamos ter um pouco mais de conhecimento em defesa civil; e por isso é muito importante termos essa capacitação para respondermos melhor a estes problemas causados pelas chuvas fortes”, sentenciou o major Samir.

Na sequência a meteorologista do INEA, Cinthia Avelar, fez uma apresentação sobre meteorologia, com ênfase em monitoramento e alerta de cheias.

Durante a palestra, Cinthia explicou para os agentes os termos utilizados em meteorologia, como identificar por meio de equipamentos e satélites os principais fenômenos deflagrantes de desastres, como interpretar as informações geradas pelos órgãos competentes, como utilizar as ferramentas adequadas e métodos de melhoria e estreitamento do relacionamento com outros órgãos. Tudo isso para que possam estar atentos e preparados para lidar com qualquer tipo de problema.

“Neste período de chuva nós precisamos sempre estar em contato com a Defesa Civil para que eles possam receber as informações corretas e tomar as devidas providências”, disse Cinthia Avelar.

Últimas Notícias

SAÚDE MAIS PERTO DE VOCÊ Publicado em 2019-09-09
Seminário Criança Feliz Publicado em 2019-09-02
FESTA DO PRODUTOR RURAL 2019 Publicado em 2019-07-03

Endereço

Prefeitura Municipal de Engenheiro Paulo de Frontin.
Praça Roger Malhardes, 75
Centro, Engenheiro Paulo de Frontin, RJ
Tel: (24) 2463-1108 e (24) 2463-1343

Receba Notícias no seu email